fbpx

“Não precisamos entrar na casa das crianças só com as atividades”, diz Maria Alice Junqueira, do Cenpec

 

Na manhã desta terça-feira, Dia da Educação, a professora Maria Alice Junqueira de Almeida, coordenadora de projetos do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), 

 

A professora Maria Alice lembra que estamos em um período excepcional da Educação Brasileira, no qual os professores estão tentando manter o vínculo dos alunos com o aprendizado e com a escola, mesmo sem ter uma data de retorno estipulada. Apesar disso, nem tudo é sofrimento:

 

— É um pouco assustador mas, paradoxalmente, os desafios também nos trazem novas mudanças para o educadores, que há muito tempo as escolas clamavam por elas. A escola nunca foi valorizada como neste momento — aponta.

 

Maria Alice lembra que é fácil, como gestores, pontuar as fragilidades nas famílias, os principais aliados da Educação neste momento de isolamento. Ainda assim, a professora acredita que há uma outra maneira de olhar para esses núcleos familiares, neste momento, como uma força já existente. Aquelas crianças já traziam, consigo, o grande esforço de uma família que as permitia estarem vestidas, calçadas e atendendo às aulas antes desse período. Ainda por cima, a maior parte dos alunos de escolas públicas brasileiras tem familiares ou cuidadores que trabalham na informalidade e, com isso, podem estar lutando pela própria sobrevivência:

 

—  Entra uma colaboração muito grande que podemos dar nesse momento. A aproximação com as famílias não precisa se dar só peo currículo. Não precisamos entrar na casa das crianças só como as atividades. Também podemos pensar como podemos apoiar as famílias que estão vivendo nesse contexto? — questiona.

 

Enquanto as famílias lutam pela sobrevivência, em meio a medos, angústias e instabilidades, Maria Alice sugere que criar um momento de conversa com a criança pode ser tão produtivo quanto para o bem-estar daquele ambiente. Os adultos não foram os únicos que perderam o convívio e a liberdade de transitar, as crianças também.

 

— Por mais que a gente esteja enfiado em um momento difícil, precisamos ouvir o que elas estão pensando sobre, os sentimentos delas e trocar sobre o que estamos vivendo. Esta é uma geração que vai ser marcada por essa experiência. Eles perderam muito, perderam seu convívio e espaço de ser criança, precisamos ouvi-los, trocar ideias e acolher seus sentimentos, dúvidas e tristezas — aconselha.

  

Exercitando a empatia, a professora sugere que além das atividades que estão sendo enviadas para casa, independente do meio de recebimento,  as crianças precisam lembrar-se da escola e do vínculo com a professora, principalmente quando se fala de classes alfabetizadoras. 

 

— Vai haver perdas pelo fato das crianças não estarem na escola. Assim como vai ter perda para todos, em todos os campos, vai ter perda pras crianças. O que podemos fazer é pensar em formas de mitigar isso. A família em casa não vai conseguir suprir aquilo que a escola não está podendo fazer agora, mas pode ajudar — finaliza.

 

Dicas da professora Maria Alice para crianças na fase de alfabetização:

— Tenha uma rotina com elas: horários fixos para acordar, tomar banho e almoçar podem dar segurança à criança;

— Faça brincadeiras que as lembrem do alfabeto, como o bichonário, onde cada criança é convidada a pensar em um animal cuja inicial represente cada letra do alfabeto

— Inclua as crianças em qualquer momento de leitura, até mesmo uma mensagem em rede social; peça para que ela leia em voz alta, ajude a escrever e enxergue as letras, criando compreensão do sistema alfabético.

 

 

 

Materiais deste webinar:

— Assista à videoconferência completa: clique aqui

— Apresentação de Maria Alice Junqueira: clique aqui

 

O PVE continua promovendo webinars abertos ao público para ajudar gestores durante a pandemia de Covid-19. Na quarta-feira (29), Carlos Sanches recebe Christian Dunker, psicanalista, falando sobre o luto na quarentena. Acompanhe, ao vivo, a partir das 10h. Inscreva-se neste webinar e confira a programação da semana aqui.