A tarde foi iniciada com a apresentação de Fu Kei Lin, analista de projetos sociais do Instituto Votorantim. Ele explicou um pouco sobre como é a mobilização no PVE e iniciou a fala com com o que classificou como grande questionamento: como mobilizar? 

 

O assunto principal girou em torno da Teoria da Mudança, metodologia que ajuda na organização de tarefas para geração de impacto social. Entre as atividades definidas está o apoio à gestão e a mobilização social, que busca uma maior participação da sociedade, desenvolvendo e fortalecendo redes em prol da educação. A comunidade escolar envolvida neste processo é composta de pais e responsáveis, líderes comunitários, de associações, comerciais, organizações sociais, coletivos, jovens de setores diversos.  Também foram expostas as competências relacionadas ao PVE e como se espera que sejam desenvolvidas.

 

Anna Penido, do Instituto Inspirare, subiu ao palco na sequência com o intuito de motivar o espírito da mobilização em suas diversas esferas, seja a individual, equipes internas das secretarias e escolas, empresas e até a sociedade como um todo. Anna citou a importância do brilho no olhar, da crença em uma causa como fator determinante para que o engajamento das pessoas se concretize. Para encerrar o encontro, as participantes Cristiana Berthoud, secretária de educação em Tremembé/SP, Jaqueline Reis, mobilizadora do PVE de Suzano/SP e Cristiane Nattali, técnica mobilizadora da secretaria municipal de educação de Santa Filomena/PE foram convidadas a participar de uma roda de conversa com o tema: Como a mobilização pode ser trabalhada no PVE? mediada por Fu Kei Lin, do Instituto Votorantim.

O Programa pela Valorização da Educação entra em sua 11ª edição presente em mais de 100 municípios brasileiros, em 17 estados. Passados 10 anos de PVE, nesta edição, a parceria reforça o compromisso com a valorização da Educação brasileira. A iniciativa é do Instituto Votorantim e da gestora de portfólio Votorantim.